Buscar

A Importância das Igrejas de Cristo. Luzes que não podem se apagar.

Atualizado: Out 7

Uma parte da missão das igrejas de Cristo é ajudar na edificação do ser humano de forma integral, em todas as áreas de sua vida, mas isso várias outras organizações também fazem.

Então, sua principal missão é propagar Jesus Cristo o Filho de Deus, Salvador e Senhor, resgatando vidas que estão a caminho do inferno e povoando o céu de pessoas salvas e regeneradas pelo Seu sacrifício de cruz.


Desde a sua instituição a igreja tem sido perseguida por pessoas que buscam a sua extinção, mas ela resistiu e resistirá firme até o final dos tempos. Todavia, muitas igrejas locais, por mais que seus líderes trabalhem, têm diminuída a sua chama, chegando às vezes ao seu fechamento.


Na Europa, berço do protestantismo, muitas igrejas fecharam suas portas e no seu lugar hoje funcionam comércios e restaurantes. Estatísticas dão conta que nos Estados Unidos fecham cerca de 4.000 igrejas por ano, mais de 75% em cidades crescentes. Os batistas da Convenção do Sul abrem 1.200 e fecham 900. O saldo positivo é muito pequeno. No Brasil, certamente passamos pelo mesmo processo, mas não há estatísticas disponíveis para consulta e parece que não gostamos de informações que demonstram nossas debilidades. Isso tem que mudar porque as informações, mesmo que desfavoráveis, são importantes para definir ações de revitalização.


Isso posto, cabem as perguntas: Se as igrejas são de Cristo, porque fecham? Que glória traz a Deus uma igreja que está morrendo e que proclama que Deus é grande?

Faz-se urgente que trabalhemos para revitalização das igrejas morrentes, conforme a visão e orientação de Deus e considerando todas as suas necessidades. Devemos usar toda a base bíblica para o desenvolvimento de igrejas, todas as ferramentas de planejamento e gestão, mas também é preciso ouvir a voz de Deus para saber o que Ele deseja que seja feito naquela igreja.


As experiência acumuladas por Henry e Richard Blackaby nesse sentido são extraordinárias. O Pr. Henry Blackaby tinha 4 filhos homens (Richard, o maior, com 9 anos) e sua esposa estava grávida. Era ministro bem-sucedido à frente de uma igreja bem estabelecida e influente na comunidade, numa cidade da Califórnia com temperatura de 30°C e recebeu convite para assumir uma igreja com 10 membros e uma placa de vende-se, numa cidade do Canadá com temperatura de -40°C. Você aceitaria o convite? Ele aceitou.


A experiência com Deus nessa missão foi tão grande que, em 12 anos, a igreja foi revitalizada, plantaram 38 novas igrejas e congregações, e um seminário. Também foi importante para comprovar que Deus tem propósitos primários idênticos para todas as igrejas, a saber: glorificar a Deus, fazer discípulos e, conservar e abençoar suas comunidades. Ao mesmo tempo, tem propósitos específicos para cada uma conforme a comunidade na qual está estabelecida.


Para desenvolver os trabalhos de revitalização é preciso consultar O Cabeça, que é Cristo, para identificar o propósito para a igreja, compreender quais os planos que Ele estabeleceu, experimentar a presença de Cristo na igreja, trabalhar com o poder de Cristo na igreja, confiar na provisão de Cristo e projetar a preeminência de Cristo na igreja.

A palavra é o fundamento para os planos da igreja, mas a condução do Espírito, conforme ocorrido com Paulo que foi orientado a mudar o destino de pregação da Ásia para a Macedônia (At 16.6-10) é fundamental.


Pr Natanael Nascimento

Coordenador da Área de Gestão Ministerial


13 visualizações