Blog

AS RECOMPENSAS DO LÍDER: DOS RELACIONAMENTOS

30 de junho de 2017

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas Eu vos tenho chamado amigos, pois tudo o que ouvi de meu Pai Eu compartilhei convosco.” (Jo 15.15)

É muito comum vermos líderes isolados no poder. Mas não precisa ser assim. Desenvolver relacionamentos profundos, significativos e duradouros não é incompatível com a liderança. Alguns relacionamentos importantes:

Família. Tem o potencial de trazer grande felicidade ao líder, mas também grandes tristezas. Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar. Levar uma família a ser como Cristo exige oração, determinação e muito esforço consciente, mas a alegria de ver a família servindo a Deus é fonte de alegria e realizações para o líder. Além do papel social na família (marido/esposa, pai/mãe, filho/filha), é possível cultivar a amizade entre seus membros.

Amigos. A liderança não é uma questão de cargos, mas de relacionamentos com Deus e com as pessoas.

Existe um mito de que não podemos ser amigos das pessoas com quem trabalhamos, mas Jesus já provou que esse mito não é verdade, ao formar grandes amigos entre seus discípulos. Isso implicou em dizer as verdades que eles precisavam ouvir e também assimilarem isso de forma construtiva porque tinham caráter, eram leais e estavam comprometidos.

Quando o líder investe em pessoas, as amizades acontecem; e isso contribui para a sua saúde mental e emocional.

Depois que o trabalho foi realizado ou mesmo depois que o líder se aposenta, as amizades permanecem.

Davi cultivou uma improvável amizade com Jônatas, filho de Saul (1Sm 18.1-4). Como consequência disso, Jônatas avisou Davi que seu pai queria matá-lo, intercedeu junto a Saul até que prometesse não matar Davi (1Sm 19.1-6) e manteve sua lealdade ao amigo durante toda a sua vida. Quando Davi tornou-se rei e, após a morte de Jônatas, mandou chamar o filho deste, Mefibosete, que era aleijado dos pés, e o trouxe para morar consigo sob a seguinte declaração: “…o chamei para lhe demonstrar bondade, por amor a Jônatas, teu pai, meu amigo; restituirei todas as terras de Sal, pai de teu pai, e tu sempre haverás de comer à minha mesa” (2Sm 9.7).

 

 

O LÍDER ESPIRITUAL FAZ AMIGOS ENTRE LIDERADOS DE CARÁTER.

Motivos de oração:

  1. Para que Cristo inspire amizades entre líderes e liderados.
  2. Para que líderes nas igrejas cultivem amizades com seus liderados.
  3. Para que membros das igrejas sejam amigos de seus líderes.
  4. Para que as famílias estreitem seus relacionamentos.
  5. Para que o Lidere SP forme novos líderes para reforce os relacionamentos.
Comentários