Blog

AS RECOMPENSAS DO LÍDER: DA INFLUÊNCIA

30 de junho de 2017

“…o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: ‘É o Senhor!’. Assim que Simão Pedro ouviu que era o Senhor, vestiu sua túnica, pois a havia tirado, e lançou-se ao mar” (Jo 21.7)

Pedro, ao saber que era Jesus, lançou-se ao mar para reencontrá-lo, tamanha a influência que houvera recebido dele.

A influência não resulta do cargo, mas da personalidade. É baseada no que o líder é, não no cargo que ocupa. É fundamentada no que o líder fez, não no que prometeu fazer.

Jesus não exerceu nenhum cargo político, nem empresarial, e nem mesmo eclesiástico. Mais do que “um líder espiritual”, ele foi “O líder espiritual”. Formou uma equipe de líderes e, após cumprir sua missão, delegou a eles a continuidade de sua obra.

Muitos personagens da história exerceram muito bem o seu papel de influência sobre pessoas.

Madre Teresa conquistou fama mundial por seu serviço humilde ao próximo. Era fisicamente pequena e não se importava com promoções e riquezas, mas era convidada de honra entres os líderes mundiais e exercia uma autoridade moral comparável à de poucas pessoas no mundo.

Nelson Mandela, mesmo preso por quase 28 anos foi o principal personagem na luta pelo fim do “apartheid” na África do Sul. Somente após o fim da segregação ele foi eleito Presidente daquela nação. Ao final do mandato deu uma demonstração de grandeza, não se candidatando à reeleição, pois entendia já ter cumprido sua missão. A satisfação pela influência já exercida era garantia do legado através de novos líderes.

O líder que permanece além do tempo conveniente ou que se aliena da nova geração de líderes perde a oportunidade de ainda exercer influência na última fase de sua vida. Mas o líder que incentiva a formação de novos líderes continuará contribuindo para o reino muito tempo após a aposentadoria porque a geração mais jovem está à procura de mentores cuja vida seja um exemplo para ela. Como diz o salmista: “Os justos florescerão como a palmeira, crescerão altaneiros como o cedro do Líbano; plantados na Casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Mesmo na velhice, cheios de seiva e viço produzirão muitos frutos” (Sl 92.12-14).

 

O LÍDER ESPIRITUAL INFLUENCIA PARA ASSEGURAR O LEGADO.

Motivos de oração:

  1. Para que o exemplo da influência de Cristo contagie os líderes cristãos.
  2. Para que os líderes nas igrejas exerçam influência espiritual nas pessoas.
  3. Para que a igreja desenvolva novos líderes sob influência de liderança espiritual.
  4. Para que as famílias cristãs exerçam influência sobre outras famílias.
  5. Para que o Lidere SP exerça influência espiritual sobre os líderes.
Comentários